paykasa bozum
asdasdasd CUIDAR PARA NÃO CHIAR – ASMA E MEIO AMBIENTE

CUIDAR PARA NÃO CHIAR – ASMA E MEIO AMBIENTE

 

INTRODUÇÃO

A asma é a doença crônica mais comum das vias aéreas, sendo caracterizada por obstrução ao fluxo aéreo, reversível espontaneamente ou com tratamento. Os principais predisponentes de asma e de rinite alérgica são a hipersensibilidade aos ácaros da poeira doméstica, ao mofo e aos pelos de animais. Além de riscos químicos presentes no ambiente como a fumaça de cigarro, as mudanças climáticas e a poluição. A asma acomete 20% da população infanto-juvenil de Belo Horizonte. Portanto, é importante o desafio de criar um ambiente livre de alérgenos nas residências dos usuários, sendo este o motivo que nos incentivou a desenvolver o trabalho Cuidar para não chiar – a asma e o meio ambiente no grupo tutorial Saúde e Ambiente do Pet- Saúde no Centro de Saúde Ribeiro de Abreu em Belo Horizonte.

OBJETIVO

Verificar a prevalência de controle ambiental em uma população atendida pelo programa de saúde da família, na área de abrangência do Centro de Saúde Ribeiro de Abreu, no município de Belo Horizonte e estabelecer as possíveis associações com exacerbações de asma nesta população.

 

METODOLOGIA

•      Seleção de 28 crianças e adolescentes classificados como asmáticos graves, de ambos os sexos – 8 Meses a 14 anos;

•       Visitas domiciliares nas casas pelos ACS´s acompanhados das bolsistas do projeto – 7 de janeiro a 28 de fevereiro;

•       Aplicação do questionário Guia de Avaliação Ambiental do Alérgico - CORA.

 

RESULTADOS E CONCLUSÃO

De acordo com as respostas, foi encontrado o percentual que evidencia que a maioria das crianças asmáticas está em ambientes que provavelmente agravam suas crises. A partir dos resultados levantados, foi possível caracterizar os domicílios e os agravos mais comuns. Posteriormente, foi realizada propostas intervenções nestes domicílios, por meio da elaboração de uma cartilha informativa sobre como proporcionar um ambiente saudável para usuários com asma. Além disso, foi feita a inclusão das informações obtidas nas visitas domiciliares no prontuário de cada criança selecionada, a fim de que os profissionais que as avaliarem tenham noção do que pode estar causando ou exacerbando as crises respiratórias, possibilitando um tratamento mais eficaz. Podemos concluir que os usuários asmáticos com crises graves, da área de abrangência do Centro de Saúde Ribeiro de Abreu, não possuem ambiente adequado para prevenir crises intercorrentes de asma. A orientação dos cuidados e a adequação dos domicílios para asmáticos graves proporcionam um tratamento mais eficaz, evitando o agravamento da patologia, garantindo qualidade de vida.