paykasa bozum
 Portifolio

Pró-Saúde / Pet-Saúde

Portifolio

AÇÃO SOCIAL

 " 6º DEIXEM O ONÇA BEBER ÁGUA LIMPA"

 

No dia 07 de junho, o grupo tutorial MG20 em parceria com o Centro de Saúde MG20, participou da “6ª Deixem o onça beber água limpa”.  A ação foi promovida pelo COMUPRA (Conselho Comunitário Unidos pelo Ribeiro de Abreu) no bairro Monte Azul, distrito Norte de Belo Horizonte. A ação ocorreu durante a manhã do sábado, em prol da requalificação socioeconômica, ambiental e participativa do Ribeirão Onça e região.

Foram montados estandes temáticos abordando os temas saúde e meio ambiente. Haviam áreas recreativas onde a população podia se informar e, ao mesmo tempo, divertir-se com atividades como aula de zumba e rua de lazer. O grupo tutorial abordou assuntos como doenças parasitárias relacionando-as à importância da hidratação e higiene pessoal. Para atrair o público foram utilizados como estratégias jogos, cartazes e cartilhas informativas. Além disso, o grupo de alunos do PET estava disponível para esclarecer dúvidas da comunidade.

A ação foi um sucesso, atraindo grande parte da comunidade, que se mostrou interessada e participativa!


 

 

OFICINAS DE SEXUALIDADE

Nos dias 21, 22 e 23 de Julho, os alunos do PET-Saúde do grupo tutorial PSE (Programa Saúde na Escola) do Centro de Saúde MG 20 realizaram oficinas com cerca de 300 alunos do 4º ao 9º anos da Escola Municipal Secretário Humberto de Almeida.

 O tema das oficinas era Sexualidade, e o objetivo era orientá-los sobre formas de se prevenir contra DSTs e gravidez indesejada, alertar sobre formas de abuso sexual e provocar reflexões sobre o tema.

A oficina também tinha a finalidade de preparar os alunos para responder adequadamente a um item da avaliação do PSE, na qual eles são questionados se já iniciaram atividade sexual, se utilizam algum método de prevenção e qual.

As oficinas foram preparadas pelos próprios alunos do PET, sob supervisão dos preceptores, de acordo com a faixa etária de cada turma. As atividades em cada turma tiveram duração de 1h e 30min.

Em cada oficina, uma média de três monitores do PET estava presente, além de contar com a colaboração de alguns professores responsáveis pelas turmas nos horários determinados e de uma preceptora do grupo. As atividades foram desenvolvidas dentro das salas de aula com a utilização de data-show e microfone como recursos audiovisuais.

As oficinas do 4º, 5º e 6º compreenderam uma palestra sobre Puberdade, Higiene Corporal e Relação Sexual (métodos contraceptivos e DSTs). Divididos em dois grupos (meninas e meninos), os alunos receberam papel e pincel para desenhar um corpo humano, tendo como modelo um colega, e depois escreveram quais as mudanças que ocorrem durante a Puberdade.

Em seguida, foi realizada uma dinâmica, onde os alunos escreveram anonimamente dúvidas sobre os temas abordados, colocavam as dúvidas em balões, jogava-os para o alto e pegavam um balão diferente do seu, para tentar responder as dúvidas dos colegas, com o auxílio dos alunos do PET, quando necessário.

Em meio a risinhos, comuns ao falar sobre este tema na faixa etária em questão, os alunos se mostraram bastante interessados e curiosos sobre os temas. Os estudantes tiveram oportunidade de levantar e discutir questões durante toda a oficina.

 

Grupo de alunos do 4º e 5º anos durante dinâmica sobre mudanças que ocorrem durante a puberdade.

 

Com as turmas dos 7º anos, além da palestra sobre Puberdade, DSTs e Higiene Pessoal foi realizado um Quiz, com mitos e verdades sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis, Sexualidade e Gravidez, os alunos marcavam individualmente suas conclusões sobre as 15 afirmativas apresentadas. Posteriormente, as questões eram discutidas e os alunos tinham oportunidade de esclarecer suas dúvidas e entender a resposta de cada alternativa.

 A turma foi também orientada a se dividir em grupos para lerem e refletirem sobre casos fictícios que envolviam gravidez na adolescência, relacionamentos, início da relação sexual, uso de métodos contraceptivos e doenças sexualmente transmissíveis. Depois de discutir os casos, os grupos apresentaram suas opiniões para toda a turma, os alunos do PET mediaram a discussão em torno da temática, observando diferentes pontos de vista sobre o mesmo assunto.

Com os alunos do 8º e 9º anos, também foram realizados o Quiz e a discussão de casos fictícios. Ao final, os alunos receberam cartilhas informativas disponibilizadas pelo Centro de Saúde MG20.

Os alunos do 7, 8º e 9º anos receberam ainda papel para escrever uma dúvida, sem a necessidade de se identificar, para que os alunos do PET pudessem esclarecer.

O tema “Abuso Sexual” foi abordado em todas as turmas. Para os alunos do 4º, 5º, 6º e 7º anos, foi apresentada uma animação infantil, que alerta as crianças sobre essa situação, além de orientação de como reagir caso sofram algum tipo de abuso sexual. Com os alunos do 8º e 9º o tema foi abordado por meio de conversa, explicando as formas de abuso e quais as medidas que devem ser tomadas.

Para os estudantes da escola, foi um momento oportuno para esclarecer dúvidas que geralmente não têm com quem conversar.

Foi um momento de aprendizado e experiência para os alunos do PET-Saúde, principalmente no que diz respeito ao desafio de falar sobre temas polêmicos, esclarecer dúvidas e deixar que o aluno seja protagonista da sua saúde e reflita sobre as questões apresentadas.

 



Palestra sobre Puberdade, Higiene Pessoal, Sexualidade e DST’S

 

Alunos do 9º ano durante discussão do Quiz

 

O DIA DO HOMEM NO CS.MG-20

Allyne Capanema. Darlesson Araújo, Vânia Mota

Dia 15/07 é comemorado o “Dia do Homem” no Brasil. O dia foi criado com o objetivo de alertar os homens sobre a importância dos cuidados com a saúde, prevenção de acidentes, riscos do etilismo e tabagismo, entre outros. Sendo a causa tão nobre, o Centro de Saúde MG20 não podia deixar a data passar em branco. Por isso, no dia 19/07, sábado, foi realizado o dia do homem no CS, um circuito de saúde com foco na orientação e conscientização.

O circuito iniciou no pátio do centro de saúde, com uma sessão de alongamento orientada pelo educador físico Thiago. Em seguida, os mais de 30 inscritos no evento foram recebidos com uma paródia da música “meu calhambeque”, de Roberto Carlos, interpretada pelas próprias funcionarias juntamente com um usuário do CS chamado Agnaldo, que é portador de deficiente visual e deu um show tocando seu teclado e cantando durante todo o evento.  Desde a música na recepção, o objetivo era conscientizar os homens da importância de cuidar da própria saúde.


A avaliação foi composta por 5 estações, cada uma coordenada por um profissional diferente. Inicialmente, o paciente se dirigia à sala das vacinas, onde se conferia o cartão de vacina e,quando necessário, as vacinas para Febre Amarela, Hepatite B, Tétano e Difteria e a Triviral foram aplicadas. Em seguida era realizada a aferição dos dados vitais. Na terceira estação, avaliação física e nutricional, de onde eram encaminhados à odontologia para avaliação bucal e distribuição de kits com escova e pasta de dente. O fechamento era realizado por uma médica ou enfermeira do centro de saúde, que davam as orientações necessárias.

 

 

Os alunos do PET contribuíram ainda com a confecção de cartões de orientação sobre a saúde do homem e com gravatas de pano que foram sorteadas entre os participantes. Foram entregues ainda cartilhas de orientação sexual e preservativos.

O evento, alimentado por uma deliciosa salada de frutas, foi um sucesso. “O evento é bom para falar da saúde de um jeito mais descontraído. Além de que estimula a gente a voltar. Segunda-feira já vou à academia da cidade com minha esposa.”- relatou Eduardo, usuário do Centro de saúde MG20.

PET Saúde escolar inicia 2014 visitando as famílias

No mês das férias o grupo tutorial saúde escolar não parou! Apesar das reformas na Escola Municipal Secretário Humberto Almeida, as atividades continuaram no Centro de Saúde MG-20. Foram disponibilizadas duas tardes para finalizar as avaliações do estado de saúde e desenvolvimento dos estudantes nas quais foram  cerca de 40 alunos por meio de bilhetes entregues com a ajuda dos agentes comunitários de saúde da região e ligações feitas  pelos alunos estagiários do PET. Alguns estudantes compareceram e foram examinados pela equipe de estagiários da saúde e preceptores, tendo a oportunidade de esclarecer suas dúvidas e receberem orientações sobre os cuidados em saúde no cotidiano. 

Além disso, foram realizadas visitas nas residências de alguns alunos com o intuito de divulgar o PET saúde na comunidade, sensibilizar as famílias a participarem e entrevistar os pais! Essas visitas foram feitas, mais uma vez, com a ajuda dos ACS e foram agendadas de acordo com as disponibilidades dos mesmos. Houve algumas intercorrências no caminho, e muitas dificuldades de localização dos pais, no entanto, cinco famílias foram contempladas e farão parte da pesquisa e ações de promoção de saúde programadas para 2014.

Figura 1: Alunos, preceptores, tutora e gerente do Centro de saúde no Seminário do PET saúde escolar realizado no Centro de saúde em 31 de janeiro de 2014.

 

Atualmente, está sendo criado um banco de dados com todas as informações referentes aos estudantes, o estado de saúde dos mesmos e dados de história pregressa e familiar. No dia três de fevereiro estagiários e preceptores do PET apresentarão aos professores e funcionários da escola os resultados parciais do projeto na reunião pedagógica inicial de 2014.

No dia 31 de janeiro foi realizado um seminário no Centro de Saúde MG20 para apresentação e discussão dos resultados da pesquisa. Apesar das muitas dificuldades, grandes são as conquistas vivenciadas por meio do trabalho em equipe e da articulação entre saúde e educação. 

A voz das preceptoras do PET saúde- foco na saúde escolar.

O Centro de Saúde MG-20, localizado na região Norte do Município de Belo Horizonte, participa do projeto PET-Saúde desde setembro de 2012, com o eixo temático PSE: desafios e perspectivas. Também a partir desta data o nosso trabalho tem sido realizado na Escola Municipal Secretário Humberto Almeida. Nosso grupo tutorial é formado por 5 preceptoras: 2 enfermeiras, 1 dentista, 1 psicóloga e 1 terapeuta ocupacional. Atualmente o grupo está com 10 alunos de diferentes cursos da área da saúde da UFMG.

Neste momento, estamos finalizando a aplicação de um protocolo da avaliação da saúde de alunos da EMSHA. Durante este processo observamos um avanço na integração entre Centro de Saúde e Escola. Este projeto nos permitiu conhecer melhor  a dinâmica de funcionamento da escola, a situação de saúde dos alunos e possibilidades de atuação integrada. Após o término do ano letivo, passamos a avaliar alunos e suas famílias por meio de visitas domiciliares, proporcionando aos alunos do PET – Saúde uma maior vivência e conhecimento das condições socioeconômicas dos usuários do Centro de Saúde/escola.

Esperamos por meio deste projeto que, conhecendo mais sobre a saúde dos alunos, possamos planejar ações de promoção de saúde de acordo com o diagnóstico e demandas levantadas. Também esperamos ter a oportunidade de  aprimorar o vínculo intersetorial entre Saúde e Educação, visto que são áreas interdependentes e que se influenciam mutuamente.

Preceptoras Alessandra Maia Vitor, Angela Duarte Soares, Juliana de Araujo Bernardes e Paula Cristina Pavesi.

 

 

Busca Rápida

Busca Rápida

Eventos

? Nenhum evento encontrado